fundo parallax

A dor do vencedor!

 
Quando falamos em resultados e como chegar até eles, muitas pessoas me questionam sobre a forma em que esses objetivos serão alcançados.

B em, parece que muitas vezes sofremos bastante, temos muita dor. O desgaste é realmente tremendo e a dor muitas vezes é grande para que o sucesso e o limite para alcançá-lo sejam ultrapassados para que consigamos superar nossos sonhos e conquistas.

Nesses dias fui estudar algumas profissões e descobri algo que não tinha parado para pensar: boa parte delas está alinhada com o sofrimento e terminam com o sufixo 'dor'. Então, cito para você uma delas: vendedor. O vendedor tem sofrimento, a sua dor e a sua dificuldade. Todos os dias ele precisa superar uma série de riscos que são ocasionados pela sua profissão. Como vendedor, sei que temos que superar grandes limites para conseguir ultrapassar as barreiras e o limite extremo da nossa capacidade, para que assim possamos conquistar o sucesso que tanto queremos.

Outra profissão interessante dentro desta lógica: doutor. Quantos anos de dedicação e investimento são feitos em uma faculdade, por exemplo, de medicina. Dedicação necessária e tempo de estudo, isso tudo também se remete a dor. Mas no caso do vendedor, destaco que a dor e a força são extremas, mas essa dor é com muito amor. Eu digo que a dor vem junto com o amor, pois quando andam juntas, o sucesso é conquistado. Logo, temos o doutor, o vendedor e também o gestor.

No comando existem dois tipos de gestores: o gestor de processos (que entende de procedimentos) e o líder de gente. Um entende muito de gente, do ser humano, da forma de lidar, de buscar superar medos, riscos; e o outro é especialista em processos. Também há uma dor tremenda para conseguir unir todo esse objetivo, que é fazer com que as pessoas que trabalham diretamente com esse líder, parem e compreendam também que é um sofrimento para que o sucesso coletivo seja possível.

Nós já temos então três formatações, três profissões que diretamente sofrem com isso. Precisam buscar conhecimento e aprendizado todos os dias e não podem parar. Nós temos também o consultor, que vive a cada dia tentando dar o seu máximo em prol de um terceiro para que o resultado seja realmente um verdadeiro show.

Para fechar esse ciclo da dor, não poderia ficar de fora o empreendedor. Ele sofre um amor pelo que está fazendo. Ele sofre sabendo que o final dessa história é a conquista dos seus sonhos e do seu sucesso.

Pense nisso um pouquinho: não há sucesso sem dor, sem sofrer para que isso aconteça, pois as coisas não acontecem por acaso. Se você ainda quer ser um grande empreendedor ou se já é um, fica registrado que a dor é superada pelo amor. Pois é assim que você se torna um grande empreendedor na busca e na conquista dos seus sonhos.

Excelentes resultados e um extraordinário dia! Até a próxima!